Admin
Quinta, 30 Janeiro 2014 18:20

Investigações serão feitas sem perícia

O número de corpos no Instituto Médico Legal (IML) Estácio de Lima não para de aumentar mesmo havendo uma decisão da Secretaria de Estado da Defesa Social (Seds) de que os cadáveres serão liberados sem necropsia durante a greve dos médicos legistas, que completou cinco dias.

De acordo com o chefe de operações da Delegacia de Homicídios (DH), Denilson Ferreira, mesmo com a decisão, as investigações continuam, mas apenas com provas testemunhais. Ele contou que cada caso é um caso, e que a prova científica, se for necessária, será solicitada posteriormente, quando os médicos legistas voltarem às atividades, com a exumação dos corpos.

A proposta do secretário de Defesa Social, Dário César, não agradou a classe médica, que já disse que a bolsa no valor de R$ 2.500 não contempla a categoria. De acordo com o presidente do Sindicato dos Médicos de Alagoas, Wellington Galvão, a possibilidade de os corpos do IML serem necropsiados no Hospital Sanatório foi descartada, haja vista que seria insalubre uma área de autopsia funcionar dentro de um estabelecimento de saúde.

“Foi sugerido pelo diretor Roberto Liberato, da Perícia Oficial, que a necropsia pudesse funcionar no Sistema de Verificação de Óbitos (SVO), do Hospital Geral do Estado (HGE), mas também não comportaria, já que o espaço é pequeno e comprometeria o trabalho da equipe de lá”, frisou o presidente do Sindicato.

Os médicos legistas sugeriram que o IML funcionasse de forma provisória num prédio que fica por trás do Centro de Ciências Biológicas da Ufal (CCBI), na Praça da Faculdade. Segundo eles, lá o espaço é novo e seriam necessárias apenas algumas adaptações.

Conforme o sindicalista, o diretor da Perícia Oficial ficou de ir ver o local e dar uma resposta para a categoria.

Lacuna

Falta de prova técnica gera impunidade, diz especialista

Para o especialista em ciência criminal, Ivon Berto, a falta de prova técnica em uma morte violenta leva à impunidade. Ele afirmou que o momento é de atenção e destacou que seria salutar uma negociação por parte do governo estadual com os médicos legistas o mais breve possível.

“O governo deve chamar estes profissionais médicos que são muito valorosos para o Estado e tentar uma solução rapidamente. Não se pode simplesmente fugir do problema. Uma prova técnico-científica é de fundamental importância para a elucidação de um crime, pois a perícia fortalece o processo investigativo com detalhes contundentes. A prova testemunhal não é elucidativa como a científica”, explicou.

“A polícia investigativa pode até sobrestar o inquérito, aguardando até que a prova técnica seja deliberada, mas isto fortalece a impunidade por não se chegar à autoria do crime”, emendou.

Os peritos oficiais condenaram a postura do secretário Dário César com relação ao seu pronunciamento à respeito da greve dos profissionais. Segundo o presidente do Sindicato dos Peritos Criminais, Paulo Rogério Ferreira, uma nota de desagravo será emitida para a população lamentando a posição do secretário.

“Ele chegou a dizer que um perito só produziu 18 laudos por mês em 2012. Isto é um absurdo. É jogar os peritos contra a população. Fazemos de quatro a cinco levantamentos por plantão, com uma carga horária massacrante. Temos um prazo de dez dias para entregar um laudo. São muitos os levantamentos que devem ser feitos e por isso acaba acumulando”. A categoria também deve entrar em greve a partir de hoje.

Tribunal Hoje

Newsletter




Webmail



Associação Brasileira de Criminalística - © 2014 - Todos os direitos reservados - Site por Alvetti.com
AFC West Q&A Can Broncos' streak of division titles be broken The Broncos have won five straight AFC West titles.David Johnson Jersey Is another team poised to break the streak? Who? Why? Adam Teicher, Kansas City Chiefs reporter: The race certainly looks more open and the division title more up for grabs more than any season since 2011, the year before the Broncos acquired Peyton Manning.Mark Sanchez Jersey Denver has come back to the pack and not since being quarterbacked by Tim Tebow has it looked so vulnerable. That doesn’t mean the Broncos won’t emerge with their sixth straight division championship. The issue is whether any of the other three teams are good enough to catch them. The Chiefs might have been the AFC West’s best team at the end of last season and almost caught the Broncos to win the division title. But they, at best,Tony Romo Jersey held their ground during a rocky offseason. The Raiders are talented enough to win the division, but they need a lot of things to fit together and have to change the franchise’s losing culture. The Chargers have too much ground to cover to think a division title is reasonable. There’s no clear and compelling reason to believe the division crown will change residences and in that instance, I go with what I know.Victor Cruz Jersey The Broncos are the five-time defending division champions, so I’ll stick with them to make it six in a row in 2016. Eric D. Williams, San Diego Chargers reporter: With a dominant defense and a quarterback in Alex Smith who makes few mistakes, the Chiefs have enough talent to overtake Denver.Eddie Lacy Jersey But it really depends more on the uncertainty at the quarterback position in Denver than anything Kansas City accomplished this offseason. The Chiefs split with Denver last season, including a convincing, 29-13 victory on the road at Sports Authority Field in November, so Kansas City knows it can play with the Super Bowl champs. The Chiefs also have continuity on both sides of the ball,Michael Oher Jersey losing just four starters from last year’s team that finished the regular season with 10 straight wins. That should help Kansas City get off to a strong start in 2016. Paul Gutierrez, Oakland Raiders reporter: Oh boy. Thanks for putting this one up on the tee for me, Leggy.Julian Edelman Jersey Look, there’s no more important position in team sports than quarterback, and the Super Bowl champion Broncos just lost an all-time great in Peyton Manning to retirement and his heir apparent in Brock Osweiler to free agency. Sure, the Broncos brought in Mark Sanchez, who was a top-five pick in 2009 and drafted Paxton Lynch while eschewing a trade for Colin Kaepernick,Richard Sherman Jersey but the learning curve for an offense as detailed as Denver’s is a steep one. And the Raiders, yes, the same team that has not had a winning season since 2002, seem to be following Denver’s formula for success with a dominant defense and an opportunistic offense. Khalil Mack,Ben Roethlisberger Jersey who made league history by being voted All-Pro at two positions, is the Raiders’ answer to Von Miller, and he's younger. Derek Carr is on the fast track to being the best QB in the division and the Raiders match up well with Denver, giving the Broncos all they could handle in a 16-10 Week 5 loss before beating them, 15-12,Andy Dalton Jersey in Denver on Dec. 13, the Broncos’ final home loss of the season. Yeah, the Raiders are the popular pick to supplant Denver ... if the champs are ready to be supplanted.