Políticas Editoriais

Foco e Escopo

Missão

 A Revista Brasileira de Criminalística destina-se a publicação gratuita de artigos originais que contribuam para a promoção, a divulgação e o desenvolvimento científico e tecnológico das ciências forenses, referentes aos resultados de pesquisas, avanços, projetos técnico-científicos e relatos de caso relacionados à criminalística, incluindo as interfaces com outros ramos da ciência, como Física, Química, Biologia, Odontologia, Farmacologia, Informática, Contabilidade, Engenharias, entre outras.

 

Escopo e política

A Revista Brasileira de Criminalística (RBC) tem por objetivo a publicação de artigos e revisões de literatura na área de Ciência Forense. Os autores devem concordar em não publicar em nenhuma outra revista um artigo submetido e aceito para publicação pela Revista Brasileira de Criminalística (RBC). Não é cobrado nenhum tipo de taxa (seja de processamento do artigo seja de sua submissão).

Os trabalhos devem ser de interesse permanente sobre pesquisas, avanços e projetos relacionados à Criminalística que se enquadrem nas seguintes categorias:

  • Relato de pesquisa: pesquisa científica baseada em dados experimentais, utilizando método científico.

  • Estudo teórico: análise de construtos teóricos, levando ao questionamento de modelos existentes e à elaboração de hipóteses para futuras pesquisas.

  • Relato de experiência profissional: estudo de caso, contendo análise de implicações conceituais, ou descrição de procedimentos ou estratégias de intervenção, contendo evidência metodologicamente apropriada de avaliação de eficácia, de interesse para a atuação de peritos nas diferentes áreas.

  • Revisão crítica da literatura: análise de um corpo abrangente de artigos científicos relativos a assuntos de interesse para o desenvolvimento da Criminalística.

  • Comunicação breve: relato de pesquisa sucinto, porém completo, de uma investigação específica ou de um caso pericialmente relevante.

  • Carta ao editor: avaliação crítica de conteúdo publicado na Revista Brasileira de Criminalística ou resposta de autores a crítica formulada a artigo de sua autoria.

  • Nota técnica: descrição de instrumentos e técnicas originais de pesquisa ou de levantamento pericial. 

  • Resenha: revisão crítica de obra recém publicada, orientando o leitor quanto a suas características e usos potenciais. 

  • Notícia: divulgação de fato ou evento de conteúdo relacionado à Criminalística, não sendo exigidas originalidade e exclusividade na publicação.

Cabe aos editores decidir sobre a aceitação para publicação, baseando-se na opinião de dois revisores ad hoc e, se necessário, de um terceiro e/ou de um membro do Conselho Editorial.

 

 

 

Políticas de Seção

EDITORIAL

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

BALÍSTICA FORENSE

Editores
  • Guilherme Behr
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

CRIMES CONTRA A PESSOA E CONTRA O PATRIMÔNIO

Editores
  • Leonardo Kasakoff
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

CONTABILIDADE FORENSE

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

CRIMES CONTRA O MEIO AMBIENTE

Editores
  • Rodrigo Corrêa
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

CRIMINALÍSTICA GERAL

Editores
  • Andreia Stanger
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

DOCUMENTOSCOPIA E GRAFOSCOPIA FORENSE

Editores
  • Jesus Velho
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

ENGENHARIA LEGAL

Editores
  • Wilson Toresan Junior
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

CARTA AO EDITOR

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

ENTOMOLOGIA FORENSE

Editores
  • Luciano Arantes
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

FORENSE NUCLEAR

Editores
  • Jorge de Souza Sarkis
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

IDENTIFICAÇÃO HUMANA

Editores
  • Hemerson Bertassoni Alves
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

INFORMÁTICA FORENSE

Editores
  • Luiz Grochocki
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

LABORATÓRIO FORENSE

Editores
  • Aline Bruni
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

MEDICINA LEGAL E ODONTOLOGIA FORENSE

Editores
  • FABIO TIRONI
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

PERÍCIAS EM INCÊNDIO E EXPLOSÕES

Editores
  • André Campos
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

PERÍCIAS EM ÁUDIO E VÍDEO E FONÉTICA FORENSE

Editores
  • Plinio Barbosa
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

PERÍCIAS EM DELITOS DE TRÂNSITO E IDENTIFICAÇÃO VEICULAR

Editores
  • Fabiano Cardoso
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

RESENHA

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

A Revista Brasileira de Criminalística utiliza um sistema on-line de submissão de manuscritos. Os manuscritos devem ser redigidos em português, sendo obrigatório o Abstract (resumo em inglês). Além disso, são aceitos manuscritos redigidos em inglês ou espanhol, com obrigatoriedade do resumo em português. O recebimento do manuscrito será prontamente confirmado através de comunicação eletrônica.

Os Autores se comprometem a retirar de todo o artigo e seus anexos qualquer dado que possar identificá-lo, garantindo uma avaliação cega pelos pares.

 

Periodicidade

Publicação Semestral

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Regimento Interno

REGIMENTO INTERNO

REVISTA BRASILEIRA DE CRIMINALÍSTICA

 

O Corpo Editorial da Revista Brasileira de Criminalística, juntamente com o Presidente da Associação Brasileira de Criminalística, todos nos usos de suas atribuições, resolvem publicar o presente Regimento Interno, que irá reger o funcionamento da Revista Brasileira de Criminalística – RBC.

 

CAPÍTULO I

DA IDENTIFICAÇÃO E APRESENTAÇÃO DA REVISTA

 

Art. 1o A Revista Brasileira de Criminalística (RBC) é um periódico de publicação da Associação Brasileira de Criminalística (ABC), registrada sob o número ISSN 2237-3691, destinada à publicação de artigos originais e que contribuam para a promoção, a divulgação e o desenvolvimento científico e tecnológico das Ciências Forenses, referentes aos resultados de pesquisas, avanços, projetos técnico-científicos e relatos de caso relacionados à Criminalística, incluindo as interfaces com outros ramos da ciência, como Física, Química, Biologia, Odontologia, Farmacologia, Informática, Contabilidade, Engenharias, entre outras. 

§ 1° A versão eletrônica da RBC está registrada sob o ISSN 2237-9223.

§ 2° A RBC é parte integrante da ABC e está subordinada ao Diretor Executivo, tendo sede e foro na cidade sede da ABC.

§ 3° A RBC tem duração indeterminada.

 

Art. 2o A RBC é constituída:

a)      Pela Diretoria;

  1. Diretor Executivo;
  2. Conselho Editorial;

b)      Pelo Editor Chefe;

c)      Pelos Editores de área;

d)      Pelos Avaliadores ad hoc.

 

Art. 3o A RBC será editada em volumes anuais compostos por, no mínimo, dois números publicados em separado. 

§ 1º Os números da RBC são organizados e editados sob a responsabilidade do Diretor Executivo e do Editor Chefe, em colaboração com os Editores de área e submetido ao Conselho Editorial. 

§ 2º Todos os trabalhos submetidos a RBC devem-se submeter à apreciação e decisão do Conselho Editorial, inclusive as resenhas. 

§ 3º A imagem da capa da revista e seu projeto gráfico são de responsabilidade do Conselho Editorial, obedecendo aos elementos de ordem permanente (título, logotipo, ano, volume, número). As alterações eventuais deverão ser aprovadas pelo Diretor Executivo. 

§ 4º Cada número deve ser composto por um mínimo de três (3) artigos originais (relato de pesquisa, estudo teórico, relato de experiência profissional, revisão crítica de literatura e comunicação breve); e pode contemplar, também, um editorial.

§ 5º Serão aceitas submissões de trabalhos em língua portuguesa, inglesa e espanhola.

§ 6º A exceção de resenhas e editoriais, todas as submissões deverão obrigatoriamente conter um resumo na língua original do trabalho e outro em língua inglesa. 

 

CAPÍTULO II

DOS OBJETIVOS

 

Art. 4o A revista, sendo veículo de registro e divulgação científica, tem por objetivo a publicação de artigos e revisões de literatura na área de Ciências Forenses. Os trabalhos devem ser de interesse permanente sobre pesquisas, avanços e projetos relacionados à Criminalística que se enquadrem nas seguintes categorias:

a)      Relato de pesquisa: pesquisa científica baseada em dados experimentais, utilizando método científico.

b)      Estudo teórico: análise de construtos teóricos, levando ao questionamento de modelos existentes e à elaboração de hipóteses para futuras pesquisas.

c)      Relato de experiência profissional: estudo de caso, contendo análise de implicações conceituais, ou descrição de procedimentos ou estratégias de intervenção, contendo evidência metodologicamente apropriada de avaliação de eficácia, de interesse para a atuação de peritos nas diferentes áreas.

d)      Revisão crítica da literatura: análise de um corpo abrangente de artigos científicos relativos a assuntos de interesse para o desenvolvimento da Criminalística.

e)      Comunicação breve: relato de pesquisa sucinto, porém completo, de uma investigação específica ou de um caso pericialmente relevante.

f)       Carta ao editor: avaliação crítica de conteúdo publicado na Revista Brasileira de Criminalística ou resposta de autores a crítica formulada a artigo de sua autoria.

g)      Nota técnica: descrição de instrumentos e técnicas originais de pesquisa ou de levantamento pericial.

h)      Resenha: revisão crítica de obra recém publicada, orientando o leitor quanto a suas características e usos potenciais.

i)        Notícia: divulgação de fato ou evento de conteúdo relacionado à Criminalística, não sendo exigidas originalidade e exclusividade na publicação.

Parágrafo único. A formatação e limitação do número de páginas de cada categoria supramencionada serão objeto de normas de submissão disponível no sítio eletrônico da RBC, podendo tais normas serem anualmente revistas pelo Conselho Editorial.

 

 

 

 

CAPÍTULO III

DA DIRETORIA DA REVISTA

 

Art. 5o Os trabalhos relativos à edição da Revista são de responsabilidade da Diretoria, composta por um Diretor Executivo e pelo Conselho Editorial.

§ 1º O Diretor Executivo da Revista é o diretor eleito pela Associação Brasileira de Criminalística, conforme edital publicado, para um mandato de dois (2) anos, podendo ser reconduzido.

§ 2º O Conselho Editorial será composto pelos membros do Corpo Editorial fundador da RBC, juntamente com os indicados pelo Diretor Executivo. Esses últimos são nomeados em número não superior a cinco (5) e para um mandato de dois (2) anos, podendo ser reconduzidos.

§ 3º São atribuições do Conselho Editorial:

a)      coordenar os trabalhos de compilação e edição dos números da Revista;

b)      manter a linha editorial da revista;

c)      definir o número máximo de avaliadores necessários à Revista;

d)      indicar avaliadores;

e)      elaborar as metas e normas anuais de publicação;

f)       propor mudanças na diagramação, paginação, tipos, cores, capa e outros aspectos essenciais relativos à apresentação da RBC;

g)      providenciar a editoração, a divulgação e o intercâmbio da revista;

h)      providenciar a indexação da RBC e sua manutenção junto aos órgãos nacionais e estrangeiros;

i)        organizar o sítio virtual da RBC;

j)        auxiliar na correspondência como redator;

k)      controlar os contatos referentes ao funcionamento da RBC, inclusive por meio de correio eletrônico;

l)        realizar o trabalho de arquivamento (estoque geral e reserva técnica) da RBC;

m)    realizar trabalhos de digitação relativos à revista;

n)      executar as atividades de postagem;

  • o)      responsabilizar-se pelo trabalho de divulgação da RBC em eventos acadêmicos em áreas afins aos temas abordados pela RBC;

p)      opinar sobre todo o material aprovado para publicação;

§ 4º São atribuições inerentes ao cargo de Diretor Executivo:

a)      presidir o Conselho Editorial;

b)      convocar e dirigir as reuniões ordinárias e extraordinárias do Conselho Editorial;

c)      organizar os pareceres e os processos de tramitação dos artigos recebidos pela RBC;

d)      realizar a revisão das provas enviadas pela gráfica no processo de edição de cada número;

e)      indicar os Editores por área de conhecimento e o Editor Chefe da RBC;

f)       responsabilizar-se pelo patrimônio utilizado pela RBC;

g)      coordenar os processos de indexação da RBC;

h)      coordenar, junto ao Conselho Editorial, a organização e atualização do sítio virtual da RBC;

i)        elaborar e encaminhar relatórios anuais de atividades à Associação Brasileira de Criminalística.

CAPÍTULO IV

DOS EDITORES DA REVISTA

 

Art. 6° A revista contará com um Editor Chefe e Editores por área de conhecimento.

§ 1º O Editor Chefe da RBC será uma pessoa com ilibada reputação, necessariamente com titulação mínima de Doutor, indicado pelo Diretor Executivo, para um mandato de dois (2) anos, podendo ser reconduzido, sendo o responsável pela condução da linha editorial da revista.

§ 2º Os Editores por área de conhecimento, sendo um (1) para cada área, serão indicados pelo Editor Chefe juntamente com o Diretor Executivo, preferencialmente com titulação de Doutor, sendo nomeados para um mandato de dois (2) anos, podendo ser reconduzidos.

§ 3º São atribuições do Editor Chefe:

a)      aprovar todo o material publicado no corpo da RBC ou desenvolvido para inclusão nas páginas destinadas à divulgação publicitária ou sob a forma de encartes, trabalhando com os Editores de área;

b)      responsabilizar-se por todos os convites para editoriais e artigos de revisão;

c)      criar e extinguir áreas de editoração, bem como o respectivo cargo de Editor por área de conhecimento;

d)      indicar e destituir os Editores por área, juntamente com o Diretor Executivo;

e)      participar dos principais encontros científicos da ABC, com o objetivo de selecionar artigos relevantes para publicação;

f)       representar a RBC nas reuniões de Diretoria da ABC, sempre que convocado;

g)      enviar relatórios anuais de desempenho à Diretoria;

h)      colaborar com a Diretoria na captação de recursos em entidades de financiamento governamentais e não-governamentais, com a finalidade de subsidiar as atividades da revista;

i)        desenvolver ações objetivando a indexação da RBC a bases de dados de reconhecimento nacional e internacional;

j)        zelar pela regularidade editorial da revista.

§ 4º Os Editores de área, sob a coordenação do Editor Chefe, devem atuar nas diversas áreas de interesse das Ciências Forenses e têm como funções:

a)      colaborar com o Editor Chefe no planejamento da linha editorial da revista;

b)      analisar previamente o conteúdo e o formato dos trabalhos submetidos quanto ao escopo da revista e aos demais requisitos das Normas de Submissão;

c)      recusar os trabalhos que não cumprirem as condições do inciso anterior;

d)      analisar com rigor científico e técnico apurado, no escopo de suas áreas de especialidade, os artigos aprovados pelos avaliadores ad hoc, oferecendo sugestões de modificações e ajustes visando ao aperfeiçoamento para publicação;

e)      indicar convidados para escrever editorias com base em artigos originais aprovados, assim como indicar autores para revisões temáticas;

f)       recrutar e cadastrar os avaliadores relativos à sua área, os quais possuem a responsabilidade de avaliar os artigos à eles designados;

g)      coordenar os artigos sob sua responsabilidade, distribuindo para os avaliadores e fiscalizando os prazos de conclusão de pareceres;

h)      captar artigos na sua área editorial;

i)        intermediar a comunicação entre avaliadores e autores;

j)        aprovar ou reprovar artigos, baseado nos pareceres dos avaliadores.


Art. 7º A revista pode contar com o trabalho eventual de estagiário(s), remunerados ou voluntários, que podem ser selecionados entre alunos de Graduação, a partir de edital elaborado para este fim. São atribuições do(s) estagiário(s): 

a)      controlar os contatos referentes ao funcionamento da RBC, inclusive por meio de correio eletrônico;

b)      realizar o trabalho de arquivamento (estoque geral e reserva técnica) da RBC;

c)      auxiliar os trabalhos de editoração, divulgação e intercâmbio;

d)      realizar trabalhos de digitação relativos à RBC;

e)      executar as atividades de postagem;

f)       responsabilizar-se pelo trabalho de divulgação da RBC em eventos acadêmicos realizados em áreas afins da aos temas abordados pela RBC;

g)      participar e redigir atas das reuniões da Diretoria.

 

CAPÍTULO V

DOS AVALIADORES DA REVISTA

 

Art. 8° Os avaliadores da RBC são compostos por membros ad hoc selecionados pelos Editores de área, juntamente com o Diretor Executivo entre especialistas que atuam no Brasil e no exterior.

§ 1º Os avaliadores são selecionados de acordo com os seguintes critérios:

a)      ter conhecimento amplo e profundo na sua respectiva área, suas tendências e avanços recentes;

b)      ter conhecimento e/ou experiência em Ciências Forenses.

§ 2º São funções dos avaliadores da RBC:

a)      auxiliar os Editores por área na condução da linha editorial da RBC;

b)      redigir editoriais quando convidados;

c)      revisar os artigos a eles endereçados, no prazo máximo de trinta (30) dias.


CAPÍTULO VI

DAS NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO DOS ORIGINAIS

 

Art. 9º A Revista aceita para publicação artigos inéditos relacionados às Ciências Forenses, em diferentes áreas do conhecimento.

 

Art. 10 A RBC aceita trabalhos redigidos nas línguas portuguesa, espanhola e inglesa, respeitados os padrões ortográficos e gramaticais vigentes em cada caso. Os textos deverão estar acompanhados de resumo e palavras-chave escritos no idioma do trabalho, bem como sua tradução para a língua inglesa.

§ 1º Caso o(s) autor(es) achar(em) necessário, poderá(ão) indicar se o trabalho refere-se a resumo de dissertação ou tese; se ele está vinculado a outros projetos, se obteve auxílio financeiro; ou outros dados relativos à produção de material. No caso de resumos de dissertações ou teses, indicar o título do trabalho, instituição onde defendeu e a data da defesa. 

§ 2º Ao enviar o material para publicação, o(s) autor(es) estão automaticamente se responsabilizando pela origem e originalidade do material e cedendo de seus direitos autorais, assim como concordando com as diretrizes editoriais da RBC e assumindo que o texto foi devidamente revisado quanto à gramática e à formatação de acordo com as Normas de Submissão.

§ 3º Uma vez submetido o trabalho à RBC, os autores assumem o compromisso de não submeterem o trabalho para publicação a outro periódico até que seja dada uma resposta de rejeição pela RBC, caso isso ocorra. Caso o trabalho seja rejeitado, poderá ser submetido a qualquer outro meio de divulgação. Caso o trabalho seja aceito para publicação, ainda que com correções, também não será permitida sua submissão a qualquer outro veículo de divulgação.

§ 4º Os pareceres sobre os trabalhos são feitos por dois avaliadores escolhidos pelo Editor de área, que pode sugerir as alterações que julgar necessárias. Em caso de um parecer ser favorável e outro contrário, o trabalho é enviado a um terceiro avaliador.

§ 5º Depois da análise, os trabalhos são devolvidos aos autores, juntamente com cópia dos pareceres dos avaliadores. Os trabalhos que demandarem alterações serão encaminhados aos autores para procederem às modificações sugeridas ou justificarem a manutenção do conteúdo. Em seguida, os trabalhos devem ser enviados, eletronicamente para a RBC.

§ 6º É proibida a tradução de artigos publicados na RBC para outro idioma sem expressa autorização por escrito da Diretoria.

§ 7º Os artigos submetidos passarão por uma revisão duplamente cega, cujos avaliadores não conhecerão os autores e vice-versa.

§ 8º Não serão cobrados a submissão nem a publicação de artigos aceitos na RBC.

 

Art. 11 Envio de originais: 

§ 1º O material para publicação deve ser encaminhado a RBC por via eletrônica, conforme orientações contidas no sítio da Revista. Inicialmente, o autor deve cadastrar-se, criando um nome para acesso e uma senha, seguindo as orientações disponibilizadas na URL:  www.rbc.com.br/ojs. 

 

CAPÍTULO VII

DOS PARECERES E DA PUBLICAÇÃO

 

Art. 12 Para serem publicados, os trabalhos devem obter dois (2) pareceres favoráveis. 

§ 1º Aos avaliadores é reservado o direito de emitir parecer favorável, favorável ‘com observações e/ou restrições’ ou ‘desfavorável’. Em caso de parecer favorável com observações e/ou restrições, o artigo deve ser revisado pelo(s) autor(es), podendo ser submetido a uma nova apreciação. Para isso, o Editor de área deve providenciar o envio dos pareceres aos autores, estabelecendo um prazo para devolução do artigo revisado e as respectivas justificativas do aceite ou não das revisões requeridas. 

§ 2º Em qualquer hipótese, a responsabilidade legal do conteúdo, ética e científica presente nos artigos publicados pela RBC é de seus respectivos autores. 

§ 3º Os avaliadores devem manifestar interesse em dar seu parecer em um prazo máximo de cinco (5) dias a contar da data do convite do Editor de área. Formalizado o aceite, os avaliadores receberão o artigo eletrônico e terão prazo máximo de trinta (30) dias, a contar da data de envio eletrônico do artigo, para a apresentação de seu parecer ao Editor de Área. 

§ 4º Todos os pareceres devem ser enviados, ao fim do processo de edição, aos autores dos artigos, guardando-se o sigilo quanto a sua autoria. 

§ 5º Todos os pareceres devem ser enviados por meio eletrônico, conforme orientação no site da RBC

 

CAPÍTULO VIII

DA EDIÇÃO, DISTRIBUIÇÃO E PRECIFICAÇÃO DA REVISTA

 

Art. 13 A composição gráfica e a impressão dos números da RBC, bem como os aspectos técnicos relativos a sua divulgação, serão de responsabilidade da Associação Brasileira de Criminalística - ABC. 

 

 

CAPÍTULO IX

DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

 

Art. 14 As reuniões ordinárias e extraordinárias da Diretoria da Revista são convocadas pelo Diretor Executivo com a antecedência mínima de cinco (5) dias e iniciadas, em primeira chamada, com o quórum mínimo de metade dos seus membros e, em segunda chamada, quinze (15) minutos após a hora marcada, com qualquer quórum. 

 

Art. 15 Todas as decisões relativas à RBC são de responsabilidade do Diretor Executivo e do o Editor Chefe, ouvidos os membros do Conselho Editorial em caráter opinativo. 

 

Art. 16 Os casos não previstos no presente Regimento serão resolvidos pela Diretoria da RBC.

 

Art. 17 O presente Regimento entrará em vigor na data de sua publicação.

 

Brasília, 24 de fevereiro de 2014.

 


ISSN: 2237-9223